BLOG DAS SERVAS

Ecoespiritualidade VII


A noite escura e as densas nuvens

Deram lugar a uma réstia de luz.

Ela vem chegando ao horizonte

Qual bailarina cheia de encanto

Expulsando toda treva.

É a promessa de uma nova aurora.

Faço-me próxima no desejo de ver o Amado

E ler para Ele meus versos de amor.

Na escuta fiel, no desejo de contemplá-Lo,

Suavemente contemplo a luz,

ouço sua voz no silêncio,

percebo os sinais de seu eterno amor.

Consigo ver novamente o caminho,

Há luz para meus passos,

Há esperança para a missão.

Sua presença e sua Palavra são bússola,

- apontando um novo amanhecer,