BLOG DAS SERVAS

A Bíblia é um livro extremamente perigoso

Atualizado: 28 de ago. de 2021

“A quem iremos Senhor? Tu tens palavras de vida eterna”.


Esse Evangelho coloca claramente a questão da escolha que nós, discípulos e discípulas de Jesus somos convidados a fazer, de maneira muito especial a juventude com suas buscas, sonhos e desafios. Todos os dias somos desafiados para colocarmos nossa vida nos valores do poder, da ambição e do consumismo. Em contrapartida todos os dias somos convidados por Jesus a construir nossa existência sobre os valores do amor, do serviço simples e da partilha.



Neste mês de Setembro a Igreja nos convida a conhecer de maneira mais intima a palavra de Deus, estamos no mês da Bíblia que esse ano trás como tema a Carta de Paulo aos Gálatas e o lema é "Todos vós sois um só em Cristo Jesus" (Gl 3,28d), o principal argumento dessa carta é a liberdade cristã frente aos valores que nos aprisionam e confundem como seguidores e seguidoras de Jesus inseridos em um contexto social, econômico e cultural tão diverso.


Nas palavras do Papa Francisco os jovens se surpreenderiam com a aparência de sua Bíblia, velha e usada, mas que por nada faria menos dela, pois ela o acompanhou em “metade” de sua vida. Ele recorda as perseguições aos cristãos no mundo na atualidade, afirmando com certa ironia, que “evidentemente a Bíblia é um livro extremamente perigoso, causa tanto risco, que, no entanto, em certos países, quem possui uma é tratado como se escondesse no armário bombas ao alcance da mão”.


O Papa chama a atenção para o fato de que muitas vezes os cristãos consideram a Bíblia como uma simples obra-literária e chegou a fazer referências às palavras de Mahatma Gandhi que afirmava: “Aos cristãos foi confiado um texto com quantidade de dinamite suficiente para fazer explodir em mil pedaços a civilização inteira, para colocar de cabeça para baixo o mundo e levar a paz a um planeta devastado pela guerra, mas o tratam como se fosse uma simples obra literária, nada além disto. Vocês têm entre as mãos, portanto, algo de divino, um livro como fogo, um livro no qual Deus fala. Por isto, recordem-se: a Bíblia não é feita para ser colocada em uma prateleira, mas é feita para ser levada na mão, para ser lida frequentemente, a cada dia, quer sozinho como acompanhados”.


Portanto neste mês fica o desafio, não permaneçam na superfície, como se faz com histórias em quadrinho! A Palavra de Deus não pode ser lida com um passar de olhos! Antes, perguntem-se: “O que diz este texto ao meu coração? Por meio desta palavra, Deus está me falando? Talvez esteja suscitando anseios, a minha sede profunda? O que devo fazer?”. Somente assim a Palavra de Deus poderá mostrar toda a sua força; somente assim a nossa vida poderá transformar-se, tornando-se plena e bela.


Irmã Erica Alves dos Santos

12 visualizações